Início > Contos de fodas > Um conto de Fadas para 2009

Um conto de Fadas para 2009

Cinderelas de 2009
Cinderelas de 2009

Um bom 2009 para todos

Poderão as utopias tornar-se realidade se retirarmos os pressupostos que impedem a sua realização? Poderá um dia a Humanidade atingir um estado tal que a anarquia se torne num sistema possível? Eu gosto de acreditar que sim

#Kaos

Anúncios
Categorias:Contos de fodas Etiquetas:
  1. 22 Dezembro, 2008 às 10:18 am

    Eu acredito. Ao contrário de outros parvalhões analfrabrutos que por aí vejetam, eu continuo a acreditar que uma sociedade anarquista é possível.
    Levará tempo? claro que sim, mas havemos de lá chegar.

  2. 22 Dezembro, 2008 às 1:41 pm

    As utopias são o que nós quizermos.
    O ser humano está em constante evolução e acredito que poderá ser possível uma sociedade onde se possa viver em harmonia.
    E já agora se o sapatinho não servir, levam com ele na carola!

    Beijokas Libertárias

  3. 22 Dezembro, 2008 às 2:52 pm

    Eu não acredito. Ao contrário de outros parvalhões analfrabrutos que por aí vejetam, eu continuo a não acreditar que uma sociedade anarquista seja possível.
    Levará tempo para que entendam? claro que sim, mas havemos de lá chegar.

  4. mescalero
    22 Dezembro, 2008 às 3:20 pm

    sensei,

    é preciso lata vires à casa dos outros ofendê-los. o que disseste implica todos neste blog e não apenas o ferroadas. aqui vais baixar a bolinha porque não é a mediocridade do teu “cheira-me a revolução” em que uns atacam de forma vil e covarde (é o teu caso) e os outros calam em conivência.

    está feito o aviso

  5. 22 Dezembro, 2008 às 10:25 pm

    Grande democracia e sentimento de liberdade o teu Mescalero!

    Eu mais não utilizei que as mesmas palavras do Ferroadas, só que com o direito de não concordar com ele, aplicando a negação.

    Agora, se vens para aqui armado em arruaceiro, isto é a tua casa e, de facto em casa de arruaceiros eu não gosto de estar, são iguais aos bafientos pides.

    Falares aqui no Cheira-me da forma como falas, só demonstras o TEU baixo nível, eu não falei do teu blogue tão pouco o adjectivei do que quer que seja.

    Apenas confirmas que de facto, pessoas como tu, não respeitam a liberdade do próximo, sendo em ti claro e expresso, aquilo que a outros atribuis.

    Dizeres que eu ataco de forma vil e cobarde, apenas me dá indicação de que não deves ter muitos espelhos na tua casa.

    Quanto ao aviso!…. Sabes bem onde o podes enfiar.

    Já agora, não sabia que o Ferroadas tinha advogado de serviço, muito bem!

    Boas festas a todos.

    Ouss

  6. wehavekaosinthegarden
    22 Dezembro, 2008 às 11:48 pm

    Sensei:
    Não entendo porque quem acredita que um dia o homem não vai necessitar de lideres, papás ou em quem nos diga o que temos de pensar ou como agir, para vivermos em liberdade tem de ser parvalhão ou analfrabruto. Se me ouderes explicar agradecia.
    Kaos

  7. Manuel Baptista
    23 Dezembro, 2008 às 12:57 am

    Para Sensei: A ausência de censura misturada com o anonimato, dá a uns «peidos» um sentimento de coragem, que não mais possuem diante de homens de carne e osso.
    ::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

    Para mim, a utopia não é uma coisa no futuro. A relação entre as pessoas pode mudar desde já, porque as condições materiais permitem isso: é possível organizar uma sociedade em termos não-autoritários, sem perda de qualquer conforto verdadeiro, antes satisfazendo as necessidades (e um pouco mais) de todo o povo.

    A propaganda furiosa de burgesia e dos seus aliados na classe trabalhadora, permite que essa visão seja obscurecida, mas ela é cada vez mais clara no espírito de milhões de jovens.
    Como estou em contacto quotidiano com a juventude, sei que esta já não se deixa arrastar por reflexos autoritários. É crítica, é capaz de pensar autonomamente… apesar das tentativas de endoctrinamento.

    Viva a revolta na Grécia, que já teve eco em França, na Suécia e noutros pontos do continente europeu!
    A revolução está aí, diante do olhar de todos!
    Saúde e anarquia!
    Manuel Baptista

  8. libertario08
    23 Dezembro, 2008 às 1:10 am

    E viva o dia em que já não precisas de reis nem papás nem profetas nem profetisas

    Hei Hei que é do rei, o rei pôs-se, o rei vai nu
    Hei Hei viva eu viva tu

    Sérgio Godinho

    Não sejam amargos. Não se ataquem mutuamente quando há tanto inimigo a combater. Não arranjem motivos para a desunião. O inimigo sabe unir-se nos momentos de crise. Mas a esquerda não é una, é diversa, são muitas esquerdas que mesmo não sendo coincidentes, têm pelo menos que lutar lado a lado por um mesmo fim.

    Votos de boas festas a todos os libertários e também aos ilustres visitantes dos libertários

  9. 23 Dezembro, 2008 às 1:49 am

    Desnecessário será dizer-te desde já, que não partilho nem de perto nem de longe, com o conteúdo do texto expresso por mim próprio, à 14:52:47 de 22/12, mas tive a esperança que compreendessem, que afinal fui eu e, os que não partilham da ideologia/metodologia/vocabulário, do Ferroadas que fomos de facto os primeiros a ser ofendidos e adjectivados de parvalhões analfabrutos.

    Quanto ao Mescalero, vir para aqui também ele não entendendo o sentido do meu comentário, fazer de avaliador de blogues alheios, não creio que esteja igualmente correcto, tão pouco demonstra a educação requerida para se saber estar entre os demais, para já não falar do total défice democrático, substituído por um puro cacetismo, que em nada abona esta vossa iniciativa que para mim e independentemente de tudo é de louvar, sendo mais um espaço de denuncia e exposição de governos e governantes sem escrúpulos.

    Boas festas

  10. 23 Dezembro, 2008 às 1:51 am

    Kaos

    Essa pergunta, deves sem qualquer dúvida, fazê-la ao Ferroadas, pois apenas lhe procurei fazer ver, que não é só ele que tem o direito de ofender.
    lê o seu comentário que por acaso é o 1º deste post.

    Desnecessário será dizer-te desde já, que não partilho nem de perto nem de longe, com o conteúdo do texto expresso por mim próprio, à 14:52:47 de 22/12, mas tive a esperança que compreendessem, que afinal fui eu e, os que não partilham da ideologia/metodologia/vocabulário, do Ferroadas que fomos de facto os primeiros a ser ofendidos e adjectivados de parvalhões analfabrutos.

    Quanto ao Mescalero, vir para aqui também ele não entendendo o sentido do meu comentário, fazer de avaliador de blogues alheios, não creio que esteja igualmente correcto, tão pouco demonstra a educação requerida para se saber estar entre os demais, para já não falar do total défice democrático, substituído por um puro cacetismo, que em nada abona esta vossa iniciativa que para mim e independentemente de tudo é de louvar, sendo mais um espaço de denuncia e exposição de governos e governantes sem escrúpulos.

    Boas festas

    (Cancela o anterior p.f.)

  11. mescalero
    23 Dezembro, 2008 às 12:17 pm

    este é um blog recente e ainda estamos a afinar algumas coisas. uma delas é como lidar com os trolls que abundam por esta internet fora. na minha perspectiva não faz sentido dar voz a insultos reiterados ainda para mais em comentários desprovidos de qualquer tipo de argumentação. a liberdade exige responsabilidade.

    o comentário do ferroadas não nomeia ninguém nem há outros comentários anteriores ao dele. o do sensei foi colocado num blog libertário dirigido a todos os libertários. o meu respondeu pela parte que me toca, como é da prática libertária. sinceramente tenho pouca paciência para aturar estas desonestidades e por mim estes comentários iam parar ao lixo. mas atenção, falo só destes comentários com insultos gratuitos e sem argumentação. se estas criaturas esboçarem sequer um mínimo de intenção de debater o caso muda de figura. agora assim não

    da pessoa em causa, e da má experiência que já tive com ela nas caixas de comentários do “cheira-me a revolução” em que fez exactamente isto que está a fazer aqui, já não espero nada além do que se vê. pela politização que está subjacente à sua actuação posso dizer que só encontrei estas características em boneheads, os capangas neonazis que também abundam na net

    abraços aos companheiros

  12. libertario08
    23 Dezembro, 2008 às 6:51 pm

    Como dizia o Alfaiate, camarada na luta ANTI-FASCISTA no ido ano de 1966, (ainda alguns “revolucionários” andavam nos tomates dos pais) “a subserviência é a razão dos cobardes”, ora, no panorama politiqueiro e não só cá do burgo, aparecem de quando em vez uns tipos que à falta de argumentos, apontam (quase) sempre a um alvo as suas frustrações e desânimos. Esquecem-se que o que todos queremos é viver em liberdade, dentro do respeito mutuo. Para eles deixo uma frase: NÃO SE PODE MUDAR UM DITADOR POR OUTROS.

    Abraço e Boas Festas

    # ferroadas

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: