Início > MENTIRAS, NEOLIBERALISMO, TRABALHO > Divórcios de Fátima

Divórcios de Fátima

cavaco-socrates-divorcio
O Presidente da República abriu hoje os trabalhos do IV Congresso da Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade (CNIS), em Fátima, deixando alertas para a falta de recursos destas instituições e duras críticas à nova lei do divórcio. “Dos contactos que tenho mantido com dirigentes de instituições de solidariedade, recolho a informação de que a maioria dos casos de ‘novos pobres’ está associada a situações de divórcio”, revelou, na sua intervenção.

Porra! Com mais de cem portugueses a serem despedidos diariamente só neste mês de Janeiro são os divórcios que criam mais casos de novos pobres. Isso só pode acontecer porque muitos dos que foram agora despedidos já eram pobres mesmo quando trabalhavam. Isto, claro, para que um qualquer grupo económico pudesse atingir as suas metas de crescimento nos lucros. Milhões, milhares de milhões de lucros, mas agora quando a crise os aperta, estendem a mão ao governo e atiram para uma miséria ainda maior aqueles que lhes permitiram lucros fabulosos, seja esse alguém, um país ou um pai de família. Talvez o Sr. Silva, em vez de nos estar a falar de divórcios, nos pudesse explicar como grande economista que dizem ser, como vamos resolver os problemas deste e dos muitos outros que por aí vêm. Não precisa de nos vir falar de desenvolvimento e do futuro, mas de hoje, como resolver o problema hoje para termos a solução já amanhã. Ou será que a solução é a solidariedadezinha? O Sr. Silva, como todos os que têm governado, foram arautos, executores e são agora guardiões do sistema capitalista global. São por isso responsáveis pela situação a que chegámos. São culpados por cada novo desempregado, por cada novo caso de pobreza. São culpados e por isso responsáveis. Cabe a nós exigir-lhes a assunção dessas responsabilidades.

Anúncios
  1. 1 Fevereiro, 2009 às 10:47 am

    Realmente o Silva algarvio não podia escolher melhor local e ocasião para proferir mais umas atoardas pró-capitalistas a roçar o fascisoide. Como a memória dos portugueses por vezes é curta, relembro que este tipo esteve lá, (no poder) onze anos mais ou menos, e foi um dos maiores culpados da porcaria de país que hoje temos. Com o dinheiro da CEE a jorrar a rodos qual torneira sem anilha, o mesmo limitou-se a fazer mamarrachos, alcatrão e encher os bolsos a uma chusma de novos-ricos e ainda tem a lata de vir para a praça pública apelar à calma que tudo se há-de compor, que a crise é passageira, temos de ajudar os pobrezinhos, blá, blá, blá……

    Com as reformas, pensões, ordenados e mordomias várias que o Silva tem…. ou como dizia o seu conterrâneo António Aleixo

    o pão que sobra à riqueza
    dividido pela razão
    matava a fome à pobreza
    e ainda sobrava pão

    O Silva que tenha juízo e deixe-se de tretas, actos concretos e não prosápia é o que necessitamos, para botar faladura já cá temos que chegue.

    Abraço

  2. 1 Fevereiro, 2009 às 4:18 pm

    Ando a seguir este blogue atentamente e não sou do sis.
    Um abraço libertário a todos os que por aqui se encontram

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: