Sacrificios e revolução

lobertario-porreiro-pa

Confesso que quando oiço estes políticos falar da crise e pedirem-nos sacrifícios só me apetece mandá-los à merda a todos. Porra, há anos que berrava que este era o destino inevitável das politicas económicas que esta gente defendia e diligentemente aplicava. A culpa é deles, eles que resolvam a crise. Infelizmente que acaba sempre por sofrer mais as consequências da dita “crise”, não são os responsáveis mas sim aqueles que menos têm, aqueles que já viviam num país que até publicitava ao mundo a honra de ter “baixos salários”. Da pobreza à miséria estrema para alguns, de uma vida com dificuldade à pobreza para outros, são as consequências da ganância capitalista.
Quando oiço propostas que nos desafiam a aceitar reduzir horas de trabalho e salários para garantir o emprego de todos, fico dividido entre a injustiça de estar a pagar pelos erros propositados da canalha que nos governa, e o compreender que este é realmente um momento em que devemos mostrar a solidariedade para com outros seres humanos que coexistem connosco. Irrita-me estar a fazer tais sacrifícios e que os culpados, além de não fazerem nenhuns, ainda por lá ficam a dizer “porreiros pá” à nossa custa. Como me irrita não os faço, não os faço enquanto eles não saírem de lá. Não faço enquanto não acreditar que o caminho a seguir vai ser diferente, em que os homens vão voltar a ser homens, a contar como homens e não números. Não os faço pelos outros enquanto os outros não assumirem as suas responsabilidades na necessidade de mudança, de criarmos uma nova realidade, uma nova forma de participação na sociedade e de assumirmos, nas nossas mãos, as responsabilidades dos nossos destinos. Este é o momento em que não podemos continuar a compactuar com o poder reinante. Chegou a hora de fazermos renascer a esperança.

Anúncios
  1. 25 Fevereiro, 2009 às 10:08 am

    Estes ou outros que tais nunca me enganaram, nunca acreditei nesta gente, são uns vendedores de ilusões, alguns são uns falhados na vida que se encostaram à política e aos partidos para alcançar o que nunca alcançariam. Quanta gente competente existe na esfera partidária, poucos, muito poucos.

    Por isso, para mim e não só, esta gente (a da imagem e não só) só servem para os colocarmos no museu do esquecimento.

    Abraço

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: