RATING

“o rating é uma opinião sobre a capacidade e vontade de uma entidade vir a cumprir de forma atempada e na íntegra determinadas responsabilidades”

Muito se tem falado e escrito sobre estas tenebrosas empresas que nos põem, não demora muito, a pão e água, pelo menos.

Não tendo eu conhecimento para falar do assunto, deixo isso para os “entendidos”, sempre vou dizendo o seguinte:

As empresas de Rating são meros instrumentos nas mãos do capitalismo para disfarçar vs branquear as suas manobras sinistras.

A crise do Subprime nos USA’s e posteriormente alargado a todo o mundo que levou à crise económica de 2006 e que dura até hoje, não se sabendo quando acaba, foi obra dessas tenebrosas entidades.

O exemplo que se segue é sintomático.

O tipo (A) compra uma casa ao banco (B). O Banco (B) vende a um banco de investimento (C)  os créditos do (A).  (B) investe esse dinheiro por intermédio de (C) em investimentos de alto risco (também conhecidos por lixo tóxico) aconselhados pela empresa de rating (R). Todas estas transacções estão seguradas na seguradora (H). (R) sabe que o risco é alto, mas mesmo assim diz aos investidores para comprarem. Entretanto o “negócio” é altamente rentável para todos, ao ponto do banco (B) dar crédito a toda a gente, mesmo a quem não possa pagar, pois (C) compra tudo a (B) e (H) garante o risco de incumprimento de todas as partes, a troco de elevados prémios pagos por (A). Entretanto esta autêntica pirâmide de interesses vários começa a desmoronar-se quando (A) começa a ter dificuldade em pagar a (B) que entretanto tinha vendido a (C) e “investido” em “lixo tóxico”. Entretanto (H) vê-se a braços com o pagamento da cobertura a (B) e (C), (exemplo a maior seguradora do mundo AIG) sem dinheiro para pagar entrou em falência). A partir daqui foi o que se conhece e tudo culpa das empresas de Rating que davam como  “bons” investimentos de “lixo tóxico”. A banca entrou em colapso e tiveram de ser os bancos centrais com todos os custos inerentes ao erário público a “tapar” os erros de investimento, investimentos esses “aconselhados” pelas tais empresas de Rating.

Para melhor compreensão aconselho verem o documentário “Inside Job”

Advertisements
  1. Xatice
  2. Eurico Silva
    27 Outubro, 2011 às 11:15 pm

    considero-me um libertario quero ser um dos vossos.

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: