Archive

Archive for the ‘eleições’ Category

É tudo a gamar….

19 Janeiro, 2011 Deixe um comentário
A burguesia partidária (PS, PSD, PCP, CDS, BE, VERDES!!!!! e MRPP!!!!) do burgo recebeu do nosso dinheiro no ano findo (2010) qualquer coisa como (não caiam da cadeira) 71,7 milhões de Euros, sendo o PS o mais agraciado (30 Milhões de Euros). Disto ninguém fala, digo ninguém desses partidos claro. Falam eles  em “moralização” dos gastos e dos subsídios estatais aos mesmos,  como se isso fosse possível, se são eles que “mexem” na massa, é o mesmo que dizer a um pasteleiro que não prove o creme dos pastéis de nata. Como se verifica é tudo farinha do mesmo saco no que toca a “massas”. Se a uns acho normal o gosto pelo “material”, já aos restantes acho estranho o silêncio. Coisas……
Já agora e dentro da mesma linha, como é possível a presidência da república gastar em 2010 também do dinheiro de todos nós, qualquer coisa como 18 milhões de Euros, dizer apenas que a casa Real espanhola gastou no mesmo período 9 milhões.
E arma-se esta gente nos mais sérios da paróquia, nos defensores dos pobres e oprimidos, da moralização e defesa da coisa pública e na equitativa distribuição da riqueza, para mim não passam duns salafrários de meia-tigela, ainda por cima com o meu dinheiro. Merda para tal gente.
# Jota Daniel

Democracia! Só é boa quando ganha o meu candidato

15 Junho, 2009 3 comentários

Ahmadinejad vitoria eleicoes
O presidente cessante do Irão, Mahmoud Ahmadinejad, anunciou hoje a ocorrência de tumultos na capital iraniana depois de conhecidos os resultados da eleição presidencial. Ahmadinejad, que considerou a sua reeleição “uma grande vitória”, acrescentou que as eleições foram “totalmente livres”, apesar de os apoiantes do seu opositor Hussein Moussavi terem saído às ruas para protestarem contra os resultados das eleições. Segundo o ministro do Interior, Sadegh Mahsouli, Ahmadinejad, 52 anos, obteve 24527516 votos (62,63 por cento) enquanto o conservador moderado Hussein Moussavi obteve 13216411 votos (33,75 por cento).

Presidente cessante? Já têm a sua queda programada? Honestamente não sei se as eleições no Irão foram livres ou não, mas o que sabia era que se o candidato apoiado pelo ocidente ganhasse seria considerada uma vitória da democracia, mas se o a vitória sorrisse a Ahmanidejad então a sua legitimidade e a honestidade seriam sempre contestadas. Não me enganei e a democracia acabou com confrontos provocados pelos ditos maiores democratas. Não apoio o Ahmanidejad porque não apoio qualquer fundamentalismo, mas não posso deixar de estranhar que surgirem confrontos sempre que o candidato do ocidente não ganha. A ideia que dá é que há aqui muita mão de serviços secretos nestas revoltas. Não me esqueço que em Portugal houve uma revolução e hoje sabemos bem que muitos dólares e muitas tramóias foram feitas para s destruir. Ainda hoje pagamos o preço da actividade dos Frank Carlucci’s, das suas negociatas e dos traidores que se deixaram comprar pelos seus dólares. Sabemos bem os seus nomes e o que ganharam em troca. Conhecemos bens os métodos dos que se dizem defensores da liberdade e da democracia. Enquanto houver dois pesos e duas medidas os povos continuarão a sofrer por mais livres e honestas que sejam as eleições. Vivemos tempos de mentira e enganos.

Categorias:eleições, MENTIRAS

Eleições Europeias 2009 – Porque não vou votar

3 Junho, 2009 3 comentários
abestencao outdoor

No próximo dia 7, não vou votar nas eleições Europeias. Pela primeira vez na minha vida me vou abster, a forma de votar que escolhi para este caso. Faço-o porque acredito que é importante que com a sua ausência ao acto eleitoral se demonstre aos crápulas que ocupam o poder e nos impõem o jugo da pobreza e da perda de direitos sociais, que o povo deste país não concorda com as suas politicas e com a sua falsa democracia. Faço-o para que a legitimidade daqueles que forem eleitos possa ser posta em causa sempre que decidirem contra os interesses dos povos, quando aprovarem tratados ou directrizes de destruição dos serviços públicos em favor do lucro privado. Faço-o porque acredito que é preciso demonstrar a nossa oposição a este tipo de modelo europeu, a esta farsa democrática onde os eleitos não podem legislar mas tão pouco comentar as decisões da Comissão, nomeada pelos poderes instituídos. Eu, nestas eleições não vou votar.

PS: as imagens que aqui publico, umas ainda virgens outras já publicadas no Wehavekaosinthegarden, são a minha visão daquilo que deveriam ser os outdoors dos partido nestas eleições. Dos que os têm por aí, fiz uma versão, dos que não têm imaginei como poderiam ser se os tivessem.

ps
.
psd
.
ilda
.
be
.
cds
.
pt
.
Carmelinda Pereira POUS
.
rei
.
ph
.
Laurinda Alves outdoor
.
mms
.
mrpp
.
pnr